Get Adobe Flash player

Panificadora Samuel

 
 

Cidades acessando blog

Escola Monteiro Lobato



 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!


Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

site: emonteirolobato.com.br

 

Login

Dr. Jamildo Carvalho

Blog MM

 

 

 

Tudo posso naquele que me fortalece.

Email:blogmarcosmontinelly@gmail.com

  (87) 9 -9680-8985 

 

 

Desfile Cívico da Escola M. L.

 

Formatura do ABC Monteiro

Yane Marques

Vozes do Forro

AABB

 

Login Form

Fotos Bloco a Onda

Canaval 2016

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!

 

 

Com a bandeira de Pernambuco, Lóssio posa ao lado de Marina

Blog da Folha

A pré-candidata ao Palácio do Planalto Marina Silva (Rede) seguiu uma agenda apertada nesta quinta-feira (22) em sua passagem pelo Recife para participar da filiação e do lançamento da pré-candidatura a governador de Pernambuco do ex-prefeito de Petrolina Júlio Lóssio.

Ao contrário de outros presidenciáveis como Lula, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes, que mantiveram contato com Paulo Câmara e Geraldo Julio (PSB), Marina preferiu não cumprir nenhum compromisso oficial com o partido do qual foi aliada no pleito de 2014. Ao mesmo tempo, ela foi ao bairro de Dois Irmãos visitar Renata, viúva do ex-governador Eduardo Campos. "Foi uma visita pessoal. Quando vou a Porto Alegre, procuro Pedro Simon (PMDB). Quando vou a São Paulo, encontro Eduardo Suplicy (PT). E, quando venho ao Recife, vou ver Renata Campos", destacou.

A relação entre Marina e Renata remonta ao período em que a ex-ministra disputou a Presidência pelo PSB, substituindo Eduardo Campos, que faleceu em acidente aéreo em agosto de 2014. Marina, inicialmente, era vice de Eduardo, agregando ao PSB os militantes da Rede Sustentabilidade, que teve seu registro negado. Nesta quinta, a pré-candidata fez a visita acompanhada de Roberto Leandro (Rede) e foi recepcionada por Renata e seu filho caçula, Miguel.

O último encontro das duas, segundo Marina, ocorreu no aniversário de 70 anos do PSB, em Brasília, em agosto do ano passado. “Acho que a gente tem uma relação de respeito, de admiração, de carinho. A gente pode estar em partidos diferentes e cultivar relações de respeito”, disse Marina, acrescentando que sua candidatura tem como propósito “construir pontes para o futuro do país", que "existem pessoas boas em todos os partidos" e que quer "fazer alianças com os núcleos vivos da sociedade". Renata não falou à imprensa.

Expectativa de disputa

À noite, Marina e Júlio Lóssio participaram de um seminário da Rede, no Praia Hotel, no bairro do Pina, onde também foi concedida coletiva à imprensa. Entre outros temas, a presidenciável comentou que enfrentará dificuldades em relação ao guia eleitoral, no qual, de acordo com as novas regras, não poderá participar de debates e irá contar com apenas dez segundos de tempo de exibição caso se confirmem as saídas da Rede de Alexandre Molon (RJ) e Aliel Machado (PR), que negociam a ida para o PSB. "Estamos dialogando com outros parlamentares", adiantou Marina.

Ela brincou sobre a grande quantidade de candidaturas, dizendo que não se pauta em função dos adversários e, sim, na defesa de propostas. "Quanto mais estrelas no céu, mais claro o caminho", resumiu. Ela admitiu ainda que se arrepende do apoio oferecido a Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições de 2014 e destacou que "nem Dilma nem Aécio mereciam os votos dos eleitores", lamentando o fato de que partidos que são adversários em outros campos venham se unindo para sabotar a Operação Lava Jato.

Lóssio assinou o documento de filiação, agradeceu a honra de disputar as eleições no mesmo partido que Marina e afirmou que vai visitar todos os municípios de Pernambuco a fim de formular um plano de governo. Ele criticou o governador Paulo Câmara, classificando seu governo como "sofrível", e disse que seus dois principais focos serão a Educação e a Segurança.

Sobre a vinda de outros parlamentares pernambucanos para a Rede, Lóssio preferiu não se aprofundar, mas afirmou que, como Marina é a terceira colocada nas pesquisas de opinião, durante a janela eleitoral (período em que a mudança de partido é permitida e que vai de 1º de março a 6 de abril) "muita gente vai vir atrás dela".

 

 

 

Chuvas provocam transtornos e alagamentos em Arcoverde

 

Uma noite aonde ruas alagadas, lixo boiando pelas ruas, metralhas entupindo bueiros e casas sendo invadidas pelas águas da chuva mais forte já registrada em Arcoverde este ano, também foi marcada, segundo o Folha das Cidades, pela ausência de órgãos e secretários municipais, como a Secretária de Obras. Em nenhum local pode-se ver a Secretária de Obras ou qualquer equipe da Prefeitura para promover ações emergenciais.

 

A chuva começou por volta das 21h52 e se estendeu forte por mais de 40 minutos, alternando momentos de refluxo e de chuvas intensas em toda a cidade. No centro, os alagamentos das Avenidas Cel. Antonio Japiassú, Severiano José Freire e da Capitão Arlindo Pacheco, na altura do SESC, se repetiram. Em determinado momentos, o Canal do Riacho do Mel chegou próximo a transbordar na altura da Rua Capitulino Feitosa, por trás do SESC.

 

Em outras pontos da cidade o problema não era menor, como na Rua Edilberto Araújo, no bairro do Sucupira, aonde a água invadiu casas, garagem de prédio e quase encobriu um veículo estacionado. O problema foi ainda mais agravado pelo trabalho tardio da prefeitura que esta semana abriu a galeria da rua para fazer um serviço que deveria ter feito há pelo menos um ano atrás. Para os moradores, faltou um trabalho preventivo da Secretaria de Obras para solucionar o problema do escoamento das águas.

As chuvas também transformaram o estádio municipal Áureo Bradley numa grande piscina com as águas invadindo todo o gramado o que dever prejudicar totalmente o campo para partidas de futebol já que a drenagem é precária. As águas também atingiram a rua aonde se localiza a pizzaria Fornalha e alagaram a Rua Duarte Pacheco nas proximidades do Canal do São Miguel.

 

O maior problema foi mesmo no bairro da Boa Esperança aonde várias ruas e casas foram invadidas pelas águas da chuva mais forte já registrada em Arcoverde nos últimos 12 meses. Em varias ruas, como a 29 de Julho e 18 de Maio, as pessoas procuravam retirar as águas de dentro das casas mesmo com as chuvas caindo. Nas ruas 3 de Julho e Carmelita Merces Ramos, que vai terminar nos fundos da casa da prefeita onde fica o local para abrigar e adestrar os cavalos, as águas invadiram as casas e transformaram a artéria em um lamaçal já que não é pavimentada.

 

No Residencial Maria de Fátima, recém-inaugurado pela prefeita do município, a menos de seis meses, as chuvas provocaram vários danos às casas. Em muitas delas as águas escorriam pelo teto e paredes provocando transtornos e medo por parte dos moradores. O problema vem se somar a outros que já provocam angústias e indignação nos que vivem no residencial que deveria ser modelo.

Para esta sexta-feira (23), a previsão para Arcoverde é de sol e aumento de nuvens de manhã com pancadas de chuvas à tarde e à noite. A probabilidade de chuvas é de 60% e a temperatura varia entre 33º e 18º. Para o sábado e domingo a previsão do Climatempo é de que não chove. As chuvas só devem retornar com intensidade na quarta-feira, dia 28 de fevereiro.

 

Ministro Fernando Filho, de Minas e Energia, anuncia que vai deixar cargo para disputar reeleição

 

O ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, disse que vai deixar o ministério no dia 6 de abril para concorrer à reeleição como deputado federal pelo estado de Pernambuco. Ele participou da posse da nova diretoria da Abespetro, que reúne as empresas de serviços do setor de petróleo, que aconteceu na noite desta quinta-feira (22) no Rio de Janeiro.

 

— Eu disputo a reeleição e o prazo final é dia seis de abril. Essa decisão, do momento que os ministros vão deixar os cargos, é do presidente da República. Da minha disposição, vou ficar até o final e me comprometer com a agenda que a gente iniciou para entregar coisas que ainda estão em andamento. Daqui até o dia seis , vamos continuar com a agenda, disse ele.

 

O ministro ressaltou que ainda não há discussão em relação a nomes para uma substituição.

 

 

Corpos de dois homens são encontrados perto da transposição do Rio São Francisco

 

 

Dois corpos foram encontrados na manhã próximo da transposição do Rio São Francisco, entre os municípios de Petrolândia e Floresta nesta quinta-feira (22).

De acordo com a Polícia Civil, as vítimas foram identificadas como José Mário Ramos Lajedo, de 56 anos e Marcos Antônio Ferreira da Silva, de 35. Ainda de acordo com a polícia, os corpos dos homens apresentavam marcas de tiro. Ainda não se sabe a motivação e autoria do duplo homicídio. A Polícia Civil de Floresta vai investigar o caso. Os corpos das vítimas foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

 

Após novo pedido de dissolução do MDB de Pernambuco, Raul Henry garante que não desistirá do partido

 

 

Vice-governador do Estado foi o único pernambucano, além do senador Romero Jucá, a participar da reunião onde foi anunciado o novo pedido de intervenção / Foto: Diego Nigro/ JC Imagem

Um dia após tomar conhecimento da abertura de um novo pedido de dissolução do diretório pernambucano do MDB, o vice-governador do Estado e presidente local da sigla, Raul Henry, disse que ainda não tem conhecimento do teor da solicitação, mas que não vai desistir de lutar pelo comando do partido. Desde o fim de 2017, há uma disputa pelo comando do partido entre o  senador Fernando Bezerra Coelho, que quer ser candidato a governador, e o grupo do deputado federal Jarbas Vasconcelos, que apoia a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB).

De acordo com Raul, único pernambucano além do senador Romero Jucá, presidente nacional da legenda, a participar, na última quarta-feira (21), da reunião onde foi anunciada a abertura do novo processo, no encontro não foram divulgados detalhes acerca da solicitação, encaminhada à Executiva Nacional pelo advogado criminalista Golbery Lopes, de Cupira, no Agreste do Estado. "Ele (Jucá) apresentou (a solicitação de intervenção) dizendo que aquilo não era uma iniciativa dele, mas que ele tinha a obrigação administrativa de dar encaminhamento e que eu receberia as informações através de uma notificação formal. Ele não leu o conteúdo do pedido de dissolução. A verdade é que não existe nenhum fato novo, nós não descumprimos em nada o estatuto do partido. O outro pedido de dissolução está judicializado com decisões favoráveis a nós exatamente por isso, porque não há nenhum descumprimento nosso ao estatuto do partido. Eu repeti todos esses argumentos ontem", afirmou o emedebista.

 

Substituto de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho é réu em ação por furto de energia

 

 

Resultado de imagem para Substituto de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho é réu em ação por furto de energia

Indicado pelo PTB para assumir de vez o Ministério do Trabalho após a legenda desistir da indicação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), o ministro interino do Trabalho, Helton Yomura, é réu em uma ação de furto de energia elétrica no Rio de Janeiro.

 

De acordo com informações do canal de televisão Globo News publicadas nesta quinta-feira (22), a empresa carioca Fimatec, da qual Yomura é sócio , teria feito um “gato de luz”. O ministro e seu sócio na empresa Baldomero Simões Abreu acabaram denunciados pelo Ministério Público pelos crimes de furto de energia e furto qualificado. Caso sejam condenados, eles podem pegar uma pena máxima de 12 anos de prisão.

 

Segundo a denúncia feita em 2014 e aceita pela Justiça em 2015, os dois sócios “concordaram e permitiram a retirada do medidor e a realização dessa ligação clandestina”. O furto de energia teria sido realizado de janeiro a abril de 2014, causando um prejuízo estimado de R$ 25 mil à empresa concessionária de energia Light. A ligação foi descoberta em abril de 2014 por técnicos da concessionária e a polícia foi chamada.