Get Adobe Flash player

Panificadora Samuel

 
 

Cidades acessando blog

Escola Monteiro Lobato



 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!


Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

site: emonteirolobato.com.br

 

Login

Dr. Jamildo Carvalho

Blog MM

 

 

 

Tudo posso naquele que me fortalece.

Email:blogmarcosmontinelly@gmail.com

  (87) 9 -9680-8985 

 

 

Desfile Cívico da Escola M. L.

 

Formatura do ABC Monteiro

Yane Marques

Vozes do Forro

AABB

 

Login Form

Fotos Bloco a Onda

Canaval 2016

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!

 

 

 

São 19 vagas disponíveis, distribuídas entre os campi Petrolina, Petrolina Zona Rural, Floresta, Salgueiro, Ouricuri, Serra Talhada e Santa Maria da Boa Vista

ASCOM / Foto: reprodução

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) divulgou, nesta segunda-feira (4), o edital nº 63/2017, referente à contratação de Professores Substitutos por meio de seleção simplificada. As inscrições seguem até o dia 11 de dezembro. São 19 vagas disponíveis, distribuídas entre os campi Petrolina, Petrolina Zona Rural, Floresta, Salgueiro, Ouricuri, Serra Talhada e Santa Maria da Boa Vista. A remuneração varia de acordo com a titulação do candidato, podendo chegar a R$ 3.552,08 (para candidatos com especialização). 

 

Há oportunidades disponíveis para as áreas de Sociologia, Informática, Engenharia Civil, Espanhol, Física, Informática, Pedagogia, Química, Tecnologia em Alimentos, Filosofia, Viticultura e Enologia, Desenho Técnico, Construções Rurais e Topografia, Libras, Língua Portuguesa e Inglês. 

 

Para se inscrever, o candidato deve preencher a ficha de inscrição disponível no endereço eletrônico http://concurso.ifsertao- pe.edu.br/copese, pagar a taxa, no valor de R$ 60, e apresentar no dia e horário do sorteio do ponto a documentação necessária (constante no edital) no setor de Gestão de Pessoas do campus escolhido. Quem estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e for membro de “família de baixa renda” pode solicitar isenção da taxa de pagamento até quarta-feira (6). 

O Processo Seletivo constará das modalidades de Provas de Desempenho Didático, que serão realizadas nos dias 19 e 20 de dezembro, no campus da vaga desejada, e avaliação dos Títulos, nos dias 21 e 22 de dezembro. O resultado parcial está previsto para o dia 26 de dezembro. Demais dúvidas poderão ser encaminhadas à comissão organizadora por meio do endereço eletrônico

Projeto de Gonzaga Patriota delega a Exército possibilidade de executar obras públicas sem licitação

 

“Aliada à corrupção em larga escala, ao superfaturamento de obras públicas e a tática do atraso para exigir reajustes e aditivos absurdos, esse cartel se locupletou com o dinheiro público às custas da miséria de toda uma Nação”, disse o deputado.

Secretaria de Comunicação / Foto: reprodução

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) apresentou, nesta terça-feira (5) Projeto de Lei Complementar (PLC nº 453/2017) que pode atribuir ao Exército a execução de obras e serviços de engenharia sem necessidade de licitação pública. A PLC sugerida pelo parlamentar altera o artigo 17 da Lei Complementar nº 97, de 9 de junho de 1999, e especifica quais projetos poderão ser tocados pelos militares sem que haja processo licitatório.

 

São eles: obras com orçamento acima de R$ 15 milhões paralisadas, abandonadas ou em atraso superior a um ano; obras de infraestrutura rodoviária, ferroviária, metroviária, hidroviária, portos e aeroportos – orçados acima de R$ 15 milhões; obras de geração e transmissão de energia, incluindo  – mas não limitado – a hidroelétricas, termelétricas, termonucleares, usinas eólicas e fotovoltaicas, acima de R$ 15 milhões; e quaisquer obras públicas acima de R$150 milhões.

 

Na justificativa da PLC, Gonzaga Patriota argumenta que a Operação Lava-Jato demonstrou claramente como o “cartel das grandes empreiteiras” se tornou o principal entrave ao desenvolvimento do Brasil, impedindo a construção de uma infraestrutura nacional básica.

“Aliada à corrupção em larga escala, ao superfaturamento de obras públicas e a tática do atraso para exigir reajustes e aditivos absurdos, esse cartel se locupletou com o dinheiro público às custas da miséria de toda uma Nação. Desvendado o esquema, ao invés de extingui-lo, o Poder Público continua repassando as grandes obras públicas as mesmas empreiteiras, afirmando que não há outra opção. Não se pode fazer a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes”, disse o deputado.

Experiência

Gonzaga diz estar ciente de que a principal missão constitucional do Exército é defender a pátria, e que a cooperação com o desenvolvimento nacional por meio da execução de obras e serviços de engenharia é a apenas uma ação subsidiária. Porém alega que a Força Armada possui grande experiência em construção, ampliação, reforma, adaptação, reestruturação e conservação de obras em todo o território nacional, empregando as mais avançadas tecnologias da área de infraestrutura. As informações são da assessoria parlamentar.